Confiança do industrial gaúcho segue em alta e tem maior nível desde 2010 – Jornal do Comércio

O ano começou com expectativa positiva na indústria gaúcha, com o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado nesta quinta-feira (25) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), seguindo em alta em janeiro. O indicador aumentou 0,9 ponto em relação a dezembro, alcançando 61 pontos, a sétima expansão consecutiva e o maior nível desde junho de 2010.

Para o presidente da Fiergs, Gilberto Porcello Petry, o resultado ratifica as projeções do setor de continuidade de recuperação nos próximos meses. “A melhora gradual da economia, especialmente com a retomada da demanda interna, com a inflação e os juros em queda e o cenário externo favorável, sustenta esse otimismo”, avalia Petry.

Com 55,6 pontos, o Índice de Condições Atuais (ICA) revelou que os empresários perceberam melhora no cenário nos últimos seis meses. Contudo, após cinco altas seguidas, o índice caiu ligeiramente na comparação com dezembro (55,8 pontos). O Índice de Condições Atuais da Economia Brasileira, um dos componentes do ICA, caiu 0,5 ponto, atingindo 55,2, enquanto o Índice de Condições das Empresas subiu 0,3, para 56,1 pontos.

Além disso, o Índice de Expectativas (IE) para os próximos seis meses manteve a tendência de alta e subiu 1,4 ponto no primeiro mês do ano, atingindo 63,6, o mais alto resultado desde junho de 2010 (64,7). Nos últimos sete meses, o índice avançou 8,8 pontos, mostrando que o otimismo é crescente. A parcela de empresas projetando melhora da economia brasileira alcançou 46% em janeiro, superando em muito o pessimismo (8,3%).

O ICEI-RS no primeiro mês do ano revela também que o componente relativo à economia brasileira cresceu de 58,7 para 59,5 pontos e o relativo às empresas, de 64 para 65,9 pontos. O Índice de Confiança varia de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 indicam que os empresários estão confiantes. Na pesquisa de janeiro, 239 empresas foram consultadas, sendo 58 pequenas, 85 médias e 96 grandes.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!