EUA pedem embargo de armas contra Sudão do Sul depois de fracasso na trégua – Isto É

El presidente de Sudán del Sur, Salva Kiir, durante una rueda de prensa en Jartum el 2 de noviembre de 2017. – AFP/Arquivos

Os Estados Unidos pediram um embargo internacional de armas contra o Sudão do Sul após o fracasso da trégua que tinha por objetivo encerrar quatro anos de guerra.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, disse ao Conselho de Segurança que o governo do presidente Salva Kiir “está demostrando cada vez mais ser um sócio inadequado” para alcançar a paz.

“Chegou o momento de aceitar a dura realidade: que os líderes do Sudão do Sul não somente estão falhando com seu povo, estão o traindo”, afirmou a diplomata.

Horas depois que entrasse em vigor o cessar-fogo em 24 de dezembro, o governo e o principal grupo rebelde se acusaram mutuamente de lançar vários ataques e minar os esforços por um acordo de paz.

Haley ressaltou que um embargo “ajudaria o povo do Sudão do Sul a reduzir a violência, reduzir o fluxo de armas e munições e proteger vidas inocentes”.

Além disso, pediu aos líderes africanos que exijam responsabilidades ao presidente sul-sudanês e pediu aos dirigentes de Uganda e do Quênia que pressionem por serem “atores-chave no êxito de um verdadeiro processo de paz”.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!