OMC dá razão à Indonésia em disputa por biodiesel com UE – Exame

Genebra – Um painel da Organização Mundial do Comércio (OMC) apoiou nesta quinta-feira a maior parte das alegações apresentadas pela Indonésia em uma disputa contra a União Europeia (UE) pela imposição de tarifas antidumping ao biodiesel importado do país asiático.

Em seu relatório final, os especialistas da organização determinaram que a medida adotada pela UE descumpre com o estabelecido nas regras antidumping da OMC.

Uma das principais razões pelas quais a UE perdeu neste caso está relacionada com sua recusa em utilizar as tarifas registradas do óleo de palma cru, a principal matéria prima do biodiesel na Indonésia, para determinar seu custo de produção.

Como resultado, a UE calcula direitos antidumpings mais elevados sobre as importações desse produto quando procedente da Indonésia.

Ao longo do processo, a Indonésia também argumentou que a aplicação das tarifas antidumping, vigentes desde 2013, tem fins protecionistas.

As conclusões da disputa entre Indonésia e UE condizem com as obtidas em um caso similar que a Argentina apresentou contra o bloco europeu, no qual a decisão foi favorável ao país sul-americano.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!