Bolsas da Europa fecham em alta, puxadas por balanços – Jornal do Comércio

Os principais índices acionários europeus fecharam em alta nesta sexta-feira estimulados, principalmente, por resultados trimestrais satisfatórios de algumas companhias, que despertaram otimismo nos investidores.

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia aos 400,57 pontos, alta de 0,50%, enquanto o CAC-40, de Paris, apontou o maior ganho porcentual das principais bolsas, puxado pelo setor de luxo, fechando em alta de 0,87%.

A holding que engloba Moët Chandon, Henessy e Louis Vuitton, a LVMH, divulgou nesta sexta-feira que sua receita subiu 13% no quarto trimestre de 2017, na comparação com o mesmo período de 2016. O resultado, além de fazer as ações da LVMH fecharem em alta de 4,89%, também beneficiou outras empresas do setor: A Christian Dior subiu 4,66% e a Kering avançou 2,64%.

Durante a manhã, o tom do mercado era de espera pelo discurso do presidente americano, Donald Trump, em Davos, no Fórum Econômico Mundial, mas a falta de uma declaração mais forte do líder manteve os mercados focados na conjuntura local.

Em Londres, o FTSE recebeu impulso do PIB do Reino Unido, que mostrou crescimento de 0,5% no quarto trimestre do ano passado ante os três meses imediatamente anteriores. Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam ganho um pouco menor, de 0,4%. Na comparação anual, o PIB do Reino Unido avançou 1,5% entre outubro e dezembro, também superando a projeção do mercado, de alta de 1,3%. O índice fechou em alta de 0,65%.

Outra dose de otimismo veio da Alemanha, onde a chanceler Angela Merkel e os líderes da União Cristã-Social (CSU) e do Partido Social-Democrata (SPD) se iniciaram nesta sexta-feira conversas formais para formar um governo de coalizão. Depois de quatro meses das eleições gerais, finalmente a Alemanha caminha para uma resolução do problema. O DAX fechou em alta de 0,31%.

A bolsa de Madri (Ibex 35) ficou estável em 10.595,40 pontos; em Milão o FTSE MIB foi a 23.856,99, em alta de 0,58%; a bolsa de Portugal (PSI-20) subiu 0,03%, a 5.768,48 pontos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!