Bolsas europeias operam com tom positivo, à espera de Trump e PIB britânico – Jornal do Comércio

As bolsas europeias operam majoritariamente em alta na manhã desta sexta-feira (26), à espera de um discurso do presidente dos EUA, Donald Trump, e de novidades da economia britânica e do cenário político alemão.

Trump fará um discurso a partir das 11h (de Brasília) em Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial. Ontem, o presidente americano declarou que o “dólar vai ficar cada vez mais forte”, num comentário que ajudou a impulsionar o dólar.

Nesta manhã, porém, o dólar havia retomado a tendência de desvalorização que mostrava desde a quarta-feira, quando o Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, afirmou que um “dólar mais fraco é bom para o comércio”.

Antes disso, às 7h30min (de Brasília), o Reino Unido divulga números preliminares do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre de 2017. No terceiro trimestre, o PIB britânico teve expansão de apenas 0,4% ante os três meses anteriores, em meio à falta de entusiasmo das empresas de fazerem novos investimentos diante da perspectiva de que o Reino Unido deixe a União Europeia até março de 2019, no processo conhecido como “Brexit”.

Ontem, a primeira-ministra britânica, Theresa May, se encontrou com Trump em Davos. Segundo o presidente, ele e May têm um “ótimo relacionamento”.

Já na Alemanha, a chanceler Angela Merkel se reúne hoje com o líder do Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão), Martin Schulz, e outros políticos, em mais uma rodada de negociações para a formação de um governo de coalizão. O grupo conservador de Merkel venceu a eleição de setembro último, mas não conquistou maioria absoluta no Parlamento.

Às 7h (de Brasília), a Bolsa de Londres subia 0,37%, a de Paris avançava 0,79% e a de Frankfurt ganhava 0,19%. Já os mercados de Milão e Lisboa exibiam valorização de 0,14% e 0,43%, respectivamente. Mais volátil, o índice espanhol IBEX-35 tinha leve baixa de 0,08% em Madri. No câmbio, o euro se fortalecia a US$ 1,2464 e a libra seguia a mesma direção, cotada a US$ 1,4236.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!