Dólar abre em queda em linha com exterior e precificando fluxo financeiro e Lula – Jornal do Comércio

O mercado futuro de câmbio reabriu na manhã desta sexta-feira (26) após o feriado da véspera em São Paulo, com o dólar para fevereiro em queda, em linha com a desvalorização registrada no exterior. Também o dólar à vista segue em baixa, após ter sido negociado no balcão de bancos e corretoras nesta quinta-feira (25) em outras praças do País.

Os agentes de câmbio precificam o dólar fraco no exterior nesta manhã, possíveis ingressos de fluxo financeiro na esteira de novas captações externas da Petrobras (US$ 2 bilhões) e Natura (US$ 750 milhões) e também apostas de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já está fora da disputa presidencial deste ano, disse um operador de corretora de câmbio. A defesa do petista, condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês, deve entregar nesta sexta (26) o passaporte dele à Polícia Federal.

Lá fora, o dólar se enfraquece ante outras moedas principais nesta manhã, revertendo ganhos que exibiu na quinta-feira (25) após o presidente dos EUA, Donald Trump, ter dito em Davos que a moeda americana “vai ficar cada vez mais forte”.

Antes disso, na quarta-feira (24) o Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, havia dito que um “dólar mais fraco é bom para o comércio”, pressionando a divisa. Segundo avaliação do banco RBC, “a inconsistência dos comentários de Trump e Mnuchin provavelmente deixará os mercados com a visão de que não há política para o dólar e novamente acompanhando indicadores em busca de direção.”

Às 9h30min desta sexta (26), o dólar à vista caía 0,24%, aos R$ 3,1319. O dólar futuro de fevereiro recuava 0,52%, aos R$ 3,1340. Em Nova Iorque, o dólar caía a 109,05 ienes, de 109,25 ienes no fim da tarde de quinta-feira, enquanto o euro avançava a US$ 1,2460, de US$ 1,2410 na véspera.

Na quinta, com o fechamento dos mercados futuros por causa do feriado em São Paulo, o dólar à vista negociado em outras praças do País fechou em baixa de 1,08%, aos R$ 3,1390. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!