Industrial gaúcho começa o ano mais confiante – Jornal do Comércio

O ano de 2018 começa com expectativa positiva na indústria gaúcha. O Índice de Confiança do Empresário Industrial
(Icei-RS), divulgado nesta quinta-feira pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), segue em alta em janeiro. Aumentou 0,9 ponto em relação a dezembro, alcançando 61 pontos, a sétima expansão consecutiva e o maior nível desde junho de 2010. “O resultado reforça as projeções de continuidade de recuperação na atividade nos próximos meses. A melhora gradual da economia, especialmente com a retomada da demanda interna, com a inflação e os juros em queda e o cenário externo favorável, sustenta esse otimismo”, avalia o presidente da Fiergs, Gilberto Petry.

Com 55,6 pontos, o Índice de Condições Atuais (ICA) revelou que os empresários perceberam melhora no cenário nos últimos seis meses. Mas, após cinco altas seguidas, o índice caiu ligeiramente na comparação com dezembro (55,8 pontos). O Índice de Condições Atuais da Economia Brasileira, um dos componentes do ICA, caiu 0,5 ponto, atingindo 55,2, enquanto o Índice de Condições das Empresas subiu 0,3, para 56,1 pontos.

Não é apenas a sensação positiva com o atual momento econômico do País que anima o industrial gaúcho. O Índice de Expectativas (IE) para os próximos seis meses manteve a tendência de alta e subiu 1,4 ponto no primeiro mês do ano, atingindo 63,6, o mais alto resultado desde junho de 2010 (64,7). Nos últimos sete meses, o índice avançou 8,8 pontos, mostrando que o otimismo é crescente.

Para o presidente da Fiergs, essa confiança vem da possibilidade de o governo conseguir reverter o atual quadro fiscal, apesar das dificuldades em aprovar a reforma da Previdência e das incertezas políticas neste ano eleitoral. A parcela de empresas projetando melhora da economia brasileira alcançou 46% em janeiro.

A expansão observada no mercado de embalagens de ráfia para armazenar sementes, cereais, rações, produtos químicos, fertilizantes, farináceos, entre outros, foi determinante para que a empresa Pampa Ráfia projetasse um investimento de R$ 30 milhões na instalação de uma nova unidade industrial no município de Espumoso. A intenção da empresa foi transmitida ao secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), Márcio Biolchi, durante reunião, nesta quinta-feira, com o prefeito de Espumoso, Douglas Fontana.

No encontro, com participação da diretora de operações do Badesul, Jeanette Halmenschlager Lontra, e da superintendente do setor público do banco, Márcia Meneghini Santana, o prefeito protocolou solicitação de financiamento para uma área no Distrito Industrial onde será localizada a fábrica. A Pampa Ráfia Indústria e Comércio de Embalagens Ltda., situada no bairro Restinga, em Porto Alegre, projeta expandir suas atividades para atender à região produtora de cereais gaúcha. O projeto industrial prevê a aquisição de máquinas e a construção de galpões industriais com área construída de 9 mil m2.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!