Ministério Público apura fraudes envolvendo a Cotrijui – Jornal do Comércio

De acordo com o MP, os mandados expedidos pela Justiça de Ijuí envolvem endereços de 16 municípios gaúchos: Ijuí, Santo Augusto, Chiapetta, Independência, Bagé, Dom Pedrito, Augusto Pestana, Nova Ramada, Ajuricaba, Coronel Bicaco, Manoel Viana, Santiago, São Francisco de Assis, Derrubadas, São Luiz Gonzaga e Jóia.

A ação, batizada de Operação Cotrijui, investiga crimes que, supostamente, vêm sendo cometidos por uma organização criminosa que integra os quadros da Cooperativa, dentre os quais se incluem apropriação de grãos pertencentes aos cooperados, adulterações de documentos e uma série de fraudes destinadas à obtenção de proveito econômico em prejuízo da instituição.

Entenda o caso

Na contramão de outras cooperativas agrícolas que entraram em liquidação judicial e venceram a crise, a Cotrijui enfrenta dificuldades financeira ao menos desde 2013, quando entrou em autoliquidação.

Diante da crise nas finanças da Cotrijui, um grupo de agricultores chegou a afirmar que ocuparia a sede da cooperativa caso os produtores que depositaram grãos nos armazéns gerais não recebessem os valores em atraso há cerca de três meses.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!