Taxas futuras de juros caem com dólar e aposta em Lula fora da eleição – Jornal do Comércio

Na volta do feriado em São Paulo, os juros futuros recuam na manhã desta sexta-feira (26) pressionados pela persistente queda do dólar à vista e também a reabertura mais fraca do dólar futuro de fevereiro, acompanhando a desvalorização externa da divisa norte-americana.

As taxas futuras estendem o movimento de quarta-feira (24) em reação ao julgamento da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, derrotado por 3 a 0. O recuo se dá ainda em meio ao ambiente externo favorável, observou um operador de renda fixa.

Mantida a condenação de Lula, cuja pena foi aumentada para 12 anos e 1 mês de prisão, o mercado enxerga o petista já fora da disputa presidencial. A defesa do ex-presidente deve entregar o passaporte do petista na manhã desta sexta, na sede da Polícia Federal, em São Paulo.

“Independentemente da minha decisão sobre candidatura, não há dúvida que a ausência de Lula (na eleição) beneficia os candidatos de centro. Isso porque os candidatos extremistas têm dificuldades de voto, e os eleitores de Lula que não são militantes do PT tendem a votar em candidatos de centro”, afirmou Meirelles, em entrevista à rádio CBN.

Às 9h29min desta sexta, o DI para janeiro de 2019 marcava 6,80%, na máxima, de 6,829% no ajuste de quarta-feira. O DI para janeiro de 2020 exibia 7,94%, de 7,99%, enquanto o DI para janeiro de 2021 estava em 8,75%, máxima, de 8,84%. Já o DI para janeiro de 2023 estava em 9,46%, de 9,62% no ajuste anterior. No câmbio, o dólar à vista caía 0,24%, aos R$ 3,1319. O dólar futuro de fevereiro recuava 0,52%, aos R$ 3,1340.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!