Argentina reduz 25% dos cargos públicos e congela salários – Exame

Buenos Aires – O presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou nesta segunda-feira uma redução de 25% dos cargos políticos do Executivo e o congelamento dos salários dos funcionários, e afirmou que proibirá que qualquer familiar dos ministros possa fazer parte do governo.

Em um ato na Casa Rosada, sede do Executivo em Buenos Aires, o governante revelou que a saída dos que serão cerca de 1.000 funcionários públicos representará uma economia de 1,5 bilhão de pesos (US$ 75 milhões) para o governo.

“Espero que este exemplo seja seguido por todos na política argentina e convido as administrações públicas de todas as jurisdições do país a tomar medidas similares. Temos que continuar melhorando a institucionalidade, a integridade e a transparência na política”, declarou.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!