Bolsas de Xangai e Hong Kong fecham em baixa, mas outras asiáticas sobem – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas ficaram sem direção única nesta segunda-feira (29), com as chinesas mais uma vez pressionadas por preocupações regulatórias e outras seguindo o tom positivo dos mercados acionários de Nova Iorque, que na sexta-feira (26) renovaram máximas históricas de fechamento.

Na China, o índice Xangai Composto recuou 0,99% hoje, a 3.523,00 pontos, depois de ter acumulado ganhos em 19 dos 21 pregões anteriores, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto teve queda de 1,56%, a 1.919,80 pontos. O mau humor foi atribuído a comentários de um regulador sobre eventuais medidas para conter ações de preço elevado.

O Hang Seng, que nas últimas semanas atingiu sucessivos recordes em Hong Kong, seguiu a fraqueza vista na China continental e caiu 0,56%, a 32.966,89 pontos.

“Os mercados (chineses) vinham se preparando há algum tempo para uma correção de curto prazo”, observou Kevin Leung, diretor de estratégia global de investimentos da Haitong International Securities Group em Hong Kong.

Já o Nikkei ficou praticamente estável em Tóquio, com baixa marginal de 0,01%, a 23.629,34 pontos, mas manteve-se no vermelho pela quarta sessão consecutiva.

Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi subiu 0,91% em Seul, a 2.598,19 pontos, e o Taiex avançou 0,67% em Taiwan, a 11.221,81 pontos – ambos os índices impulsionados por ações de eletrônicos -, enquanto o filipino PSEi garantiu modesta alta de 0,19% em Manila, a 9.058,62 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana subiu, após não operar na sexta-feira devido a um feriado nacional, graças ao bom desempenho de papéis de grandes bancos domésticos e de petrolíferas. O S&P/ASX 200 encerrou o pregão em Sydney em alta de 0,42%, a 6.075,40 pontos. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!