Cresce a procura por fundos que replicam os índices da bolsa de valores – Jornal do Comércio

A escalada da bolsa – que só neste ano já acumula alta de quase 12% – fez crescer o interesse pela renda variável. Porém, tanto o risco como a quantidade de papéis disponíveis podem assustar o pequeno investidor. Para quem não tem conhecimento para montar uma carteira de ações diversificada – ou tem pouco capital para isso -, uma alternativa que vem ganhando força são os ETFs, espécie de porta de entrada para esse mercado a um custo acessível.

Os ETFs (Exchange Traded Funds, na sigla em inglês) são fundos que replicam índices e têm cotas negociadas em bolsa. Ao comprar uma cota de um ETF, o investidor terá um retorno quase idêntico ao índice que aquele fundo espelha. Por exemplo: para obter o mesmo retorno do Ibovespa – principal índice de ações da B3 -, em vez de comprar papéis das 61 companhias que hoje compõem o índice, o investidor pode adquirir uma cota do ETF Bova11.

Na última sexta-feira, a cota do Bova11 estava em R$ 82,57. O lote mínimo é de dez cotas. “O princípio do ETF é muito bom, porque permite a entrada em bolsa com um investimento inicial pequeno, já que, para entrar diretamente, sempre recomendamos alguns lotes de ações para diluir o risco da carteira”, diz Conrado Navarro, especialista da Modalmais. Além do Bova11, ETF mais negociado, outros destaques são o Brax11, que segue o comportamento do Índice Brasil (IBrx-100) – com os 100 papéis mais negociados na bolsa – e o PIBB11, que espelha o IBrX-50, com as 50 companhias mais negociadas.

Na sexta-feira, o Ibovespa firmou-se no novo patamar histórico dos 85 mil pontos. No primeiro pregão após a condenação em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o índice à vista fechou na máxima, aos 85.530 pontos, e alta de 2,21%. Com isso, acumula ganhos de 5,31% na semana de apenas quatro dias de pregão. O volume financeiro, de R$ 16,1 bilhões, foi o dobro da média do mês. O dólar manteve-se na casa dos R$ 3,13.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!