Marcas brigam por consumidor à beira-mar – Jornal do Comércio

Se o consumidor vai à praia, o jeito é ir atrás. Por isso, marcas gaúchas dos segmentos da alimentação e bebidas lançaram, neste ano, campanhas que apostam na experiência gerada em ações que vão de degustação de produtos à distribuição de pulseiras para maior segurança ou rápida localização das crianças que se perderem dos pais na orla do litoral gaúcho.

A Fritz&Frida pretende distribuir mais de 400 mil pulseiras para os pequenos até o fim do veraneio nas praias, ação que ocorre em parceria com o Corpo de Bombeiros dentro da Operação Golfinho. Todos os dias, é possível obter o material com os guarda-vidas que atuam nas praias. As pulseiras são impermeáveis e têm espaço para escrever o nome da criança e o telefone de um responsável, explica a empresa. 

Já a Fruki criou o Bar 35°, que integra a campanha O verão do jeito que a gente é, e distribuiu refrigerantes de graça na beira-mar em Capão da Canoa. Além do veranista local, a marca espichou a ação e chega à Praia dos Ingleses, na porção Norte da ilha de Florianópolis, onde faz a ação itinerante em 3 de fevereiro. “Buscamos nos aproximar dos consumidores por meio de ações que traduzam momentos especiais da vida real. Estamos muito felizes com o resultado do Bar 35° e com a interação do público”, diz o diretor de marketing da marca, Julio Eggers.

O mote da ação é justamente a temperatura. Quando o termômetro crava 35 graus centígrados, é hora de servir refrigerante, que começou em 20 de janeiro em Capão da Canoa. Além do guaraná, também ocorrem shows. “A ideia é despertar a emoção das pessoas, fazendo com que elas nunca se esqueçam deste momento, quando estão com amigos e familiares, e o refrigerante”, aposta Eggers.

Praia dá fome, por isso a Cooperativa Languiru resolveu levar as degustações de derivados de frango, suíno e leite para 300 mercadinhos nas praias dos litoral Norte e Sul. A marca criou a Blitz Languiru, que vai distribuir 2 mil kits de praia até o fim da estação, com bolsas térmicas, protetor de vidro para carro e bolas. “O veranista fica na expectativa que o nosso carro passe na praia dele para fazer a brincadeira”, afirma o gerente de vendas, Airton José Prediger.

{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2018/01/28/206x137/1_26221254_167996163813225_504239650836692602_o-1727784.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5a6e4d8db5979', 'cd_midia':1727784, 'ds_midia_link': 'https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2018/01/1517193157_125_marcas-brigam-por-consumidor-a-beira-mar-jornal-do-comercio.jpg', 'ds_midia': 'Languiru faz blitz em praias e aposta em brincadeiras', 'ds_midia_credi': 'Languiru/Divulgação/JC', 'ds_midia_titlo': 'Languiru faz blitz em praias e aposta em brincadeiras', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}

A pessoa tem de responder a perguntas sobre os produtos para ganhar o kit. Também é possível ganhar participando da ação pela conta do Instagram da marca. “Isso gera um resultado muito positivo e maior visibilidade da marca”, acredita Prediger.

O diretor do curso de Publicidade e Propaganda da ESPM-Sul, Alessandro de Souza, ressalta que o verão é o melhor momento para o setor de marketing das empresas trabalharem. “O consumidor está muito mais aberto a provar um produto. Este é o gancho para criar as atividades da temporada, que acabam sendo muito mais efetivas para o marketing empresarial”, relaciona Souza.

As campanhas são ideais para aumentar a adesão às marcas, indica o professor. Pegar o consumidor final “desprevenido” acaba sendo uma tática efetiva para que as empresas consigam crescimento no negócio. “No dia a dia, o consumidor normalmente está na agitação do seu trabalho e não está tão disposto a receber novidades do mercado”, contrasta Souza. 

As ações não são reservadas apenas a itens de alimentação, mas acabam sendo muito mais vantajosas ao segmento devido à possibilidade de gerar experiências mais marcantes. “A degustação é relativamente mais fácil de fixar lembrança, assim como a bebida gelada agrada bem mais. Mas nada impede que outros setores aproveitem o verão para fazer novas investidas”, sugere o professor da ESPM-Sul.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!