Preços de venda e locação de imóveis comerciais sobem em dezembro – Jornal do Comércio

Os preços de venda e locação de imóveis comerciais calculados pelo FipeZap Comercial, índice que monitora o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 m² em 4 municípios brasileiros, apresentaram aumento nominal no mês de dezembro. É a primeira alta simultânea para venda e locação após longo período de declínio contínuo nos preços.

Nos imóveis à venda, o mês de dezembro registrou alta de 0,05%, o primeiro aumento na série histórica desde junho de 2016, quando subiu 0,08%. Já o preço médio de locação de imóveis comerciais apresentou avanço de 0,10%, a primeira ocorrência positiva desde janeiro de 2015, quando registrou alta de 0,48%.

Em Porto Alegre, no entanto, a variação de preços no mês ficou em baixa. Os imóveis à venda registraram queda 0,11%, enquanto os preços dos imóveis para locação mostraram queda de 0,09%.

Apesar do resultado positivo geral em dezembro, o Índice FipeZap Comercial acumulou queda nominal de 4,11% e 3,76% em 2017, respectivamente, nos preços de venda e locação de conjuntos e salas comerciais.

Dentre as cidades monitoradas pelo índice, apenas em Belo Horizonte a variação registrada no preço médio de venda de imóveis comerciais foi positiva no ano (+1,50%). A variação observada na capital mineira, entretanto, ainda foi inferior à inflação acumulada até dezembro de 2017 (de 2,95%, segundo dados do IPCA). Desta forma, todas as cidades monitoradas tiveram queda real nos preços.

Em dezembro de 2017, o valor médio do m² anunciado nos municípios monitorados foi de R$ 9.675 no caso de imóveis comerciais à venda, e de R$ 41,04, na locação. Em Porto Alegre, o valor médio do m² para venda ficou em R$ 7.571, e, para locação, ficou em R$ 31,40. Rio de Janeiro se manteve no topo do ranking de venda, com o preço de venda mais caro por m² (R$ 10.456), enquanto São Paulo lidera com o maior preço médio de locação (R$ 44,39) e a maior taxa de rentabilidade do aluguel, com retorno anualizado de 5,6%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!