Serra gaúcha ganha nova atração sobre trilhos – Jornal do Comércio

Percorrer o Vale dos Vinhedos sobre trilhos apreciando a paisagem da serra gaúcha, em um passeio embalado por música ao vivo, já é um dos principais atrativos turísticos de Bento Gonçalves. Mas, recentemente, a experiência passou a ter uma versão mais sofisticada com a inauguração do L’Essenza del Vino, atração especial do Maria Fumaça que oferece, a bordo de um vagão especial (que preserva sua característica original, todo em madeira), a possibilidade de degustação e harmonização de vinhos e espumantes conduzidos por uma enóloga ou um sommelier. Formatado e comercializado pela Giordani Turismo, o passeio é precursor no Brasil, segundo a diretora da empresa, Susana Tercila Giordani.

“A iniciativa é muito importante, e ajuda a alavancar o turismo da região”, elogia o presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Região da Uva e do Vinho (SEGH-Uva e Vinho), Vicente Perini Filho. Ele participou do passeio inaugural, ocorrido no dia 20 de janeiro. Ministrada pelo sommelier Vinicius de Miranda Santiago, a aula aconteceu exclusivamente no vagão número 219, que foi adaptado para o evento com uma decoração especial. Aproveitando a época da vindima (período de colheita da uva), o tema da edição de estreia foi Da uva ao vinho. Durante uma hora e meia de trajeto entre as cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, 40 passageiros degustaram produtos locais (queijos, uvas, vinhos e espumantes), enquanto recebiam informações básicas, adaptadas por Santiago, que costumam ser pauta em cursos de degustação de vinhos que o sommelier ministra para confrarias, grupos de estudo e em disciplinas de enocultura promovidas pela Wine and Spirit Education Trust (WSet) no Brasil.

No percurso, os turistas aprenderam como a uva é transformada em vinho e como apreciar a bebida “sem se preocupar” em cometer equívocos. Durante o evento, foram servidos mosto (suco de uva) e dois vinhos tintos, seguidos de um espumante. “Além de apreciar comparativamente as bebidas, falamos sobre como abrir garrafas de vinho e de espumante; quanto tempo duram; como conservar em casa; o que fazer quando o garçom nos entrega uma rolha em ocasiões nas quais é servido vinho em um restaurante – enfim, situações que podem gerar dúvidas no dia a dia”, resume Santiago.

“A experiência que tivemos, de apreciar a paisagem da região enquanto participávamos de uma degustação, em clima descontraído, com música, foi fantástica!”, opina o presidente do SEGH-Uva e Vinho. “Além de diferente das degustações tradicionais, esse formato é também mais acessível (financeiramente falando) para quem quer fazer um curso básico, uma vez que, ao mesmo tempo, pode aproveitar um passeio pela ferrovia, que consiste de outros momentos, como a descida no município de Garibaldi, onde o pessoal pode fazer fotos da estação de trem, que é uma das mais bonitas do entorno”, comenta.

O investimento no curso de degustação e harmonização sobre trilhos é de R$ 189,00 por pessoa. O novo passeio deve ocorrer, no mínimo, uma vez por mês, dependendo da demanda, explica a diretora da Giordani Turismo. Além de Santiago, que é diretor da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS), o evento – misto de curso, degustação e festa sobre trilhos – também contará com a participação da enóloga Maria Amélia Duarte Flores. Ao embarcar, cada passageiro recebe um kit com taça de vinho personalizada e produtos da região (cacho de uva, dois tipos de queijos e torradas para limpar o paladar). Segundo Santiago, cada edição terá um tema especial. Por exemplo: no sábado de Carnaval, a enóloga Maria Amélia falará sobre a História dos espumantes no Rio Grande do Sul; e, em março, a palestra do passeio será sobre Vinho e chocolate – temática eleita devido ao período de Páscoa. 

 

Concedida para a Giordani Turismo, a linha ferroviária do Maria Fumaça transportou 340 mil passageiros em 2017, segundo dados da empresa. “Esperamos crescimento de 3% a 5% em 2018”, comenta a diretora, Susana Tercila Giordani – que enxerga na vindima uma “bela oportunidade” para difundir a cultura da Região da Uva e do Vinho.

“No ano passado, recebemos 335 mil pessoas no parque temático Epopeia Italiana (empreendimento da Giordani Turismo, que conta de forma lúdica a história da chegada dos imigrantes à cidade de Bento Gonçalves, no final do século retrasado), mas identificávamos que havia carência de mais produtos turísticos na serra gaúcha”, comenta Karina, enumerando que o Maria Fumaça já conta com outros passeios temáticos desde 2004. Na opinião do secretário de turismo de Bento Gonçalves, Rodrigo Ferri Parisotto, o passeio sobre trilhos com degustação e música ao vivo deve impulsionar a visitação à cidade.

“Para nós do poder público, é muito gratificante saber que tem uma empresa que está se propondo a pegar um produto que, a princípio, é tradicional – degustação nas vinícolas – e inserir em um passeio de trem”, observa Parisotto, destacando que o Maria Fumaça é o principal indutor do turismo em Bento Gonçalves. A cidade, com cerca de 117 mil habitantes, recebe 1,3 milhão de visitantes por ano.

 

A viagem inaugural do passeio L’Essenza del Vino contou com a presença de convidados, incluindo empresários do trade turístico da região. Entre eles, a gerente-geral do Hotel & Spa do Vinho, Karina Licks, que classificou o produto como “sensacional”. “Buscamos constantemente desenvolver novos roteiros para atrair novamente os turistas que passam pelo Spa do Vinho, uma vez que, depois de algumas visitas às vinícolas, as opções podem se esgotar”, comenta Karina, emendando que a empresa pretende realizar ações em parceria com a Giordani Turismo, para aproveitar o filão.

Localizado entre Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, o Spa do Vinho atrai um público bastante direcionado para o enoturismo, explica Karina. “Primeira região do Brasil a conquistar uma Indicação de Procedência, o Vale dos Vinhedos é um roteiro obrigatório para quem deseja conhecer como o vinho do novo mundo está evoluindo rapidamente”, contextualiza. Além de hotéis que devem ajudar na divulgação, o novo produto conta com a parceria de, pelo menos, 21 vinícolas – exatamente metade do volume de empresas do gênero que funcionam em Bento Gonçalves – entre elas, a Salton, reconhecida como uma das principais do País.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!