Temer diz que nota de crédito do Brasil deve voltar após reforma – Exame

São Paulo / Brasília – O presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira, 29, que é “muito provável” que o rebaixamento da nota de crédito do Brasil seja revisto pela agência de classificação de risco S&P Global Ratings caso a Reforma da Previdência seja aprovada em 2018.

“A agência de rating rebaixou nota do Brasil porque achou que a Reforma da Previdência não seria aprovada. Se aprovar a reforma é muito provável que esta nota seja recuperada” disse.

O presidente afirmou ainda que o governo não deve ceder mais no projeto da reforma além do que já fez em relação ao texto original.

Apesar disso, o presidente admitiu que o diálogo com o Congresso pode gerar algum tipo de modificação na proposta, sem especificar o que poderia ser.

Temer citou números da melhoria econômica que a reforma deve gerar para o País e voltou a destacar que “um milhão de servidores públicos representa metade do déficit previdenciário”.

“Não estamos fazendo nada mais que aplicar o princípio de igualdade previsto na Constituição. Será que o trabalhador público trabalha mais arduamente que o trabalhador do setor privado?”, questionou.

As afirmações foram feitas em entrevista ao vivo, concedida pelo presidente ao programa “Jornal Gente” da Rádio Bandeirantes, em São Paulo.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!