Abecip: crédito imobiliário com recursos da poupança cai 7,4% em 2017 – Valor

SÃO PAULO  –  (Atualizada às 12h08) Os financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança totalizaram R$ 43,15 bilhões em 2017, o que representa uma queda de 7,4% em relação ao ano anterior. Os dados são da Abecip, associação que representa as instituições que atuam no segmento, que esperava uma redução de 3,5% no crédito imobiliário.

Em dezembro, o crédito imobiliário atingiu R$ 3,68 bilhões, queda de 31,6% na comparação com o mesmo mês de 2016, mas uma alta de 17% frente a novembro.

Em todo o ano passado, foram financiadas 175,6 mil unidades com funding da caderneta de poupança, uma redução de 12,1% em relação às 199,7 mil unidades de 2016. Em dezembro, o número de unidades que contaram com financiamento foi de 14,6 mil, queda de 28,7% ante o último mês de 2016.

A queda na concessão de financiamentos imobiliários no ano passado reflete o impacto das restrições de capital da Caixa Econômica Federal, líder desse mercado. A afirmação é de Gilberto Abreu, presidente da Abecip.

Incluindo as operações com recursos do FGTS, os financiamentos para a compra da casa própria totalizaram R$ 101 bilhões, queda de 12,2%. “Foi o terceiro ano em sequência de queda no mercado”, disse Abreu, em coletiva de imprensa.

“Home equity” 

Já o mercado de crédito com garantia em imóveis (CGI), também conhecido como “home equity”, encerrou novembro passado com um saldo de R$ 10,4 bilhões. 

O total de contratos de crédito com garantia em imóveis atingiu 97 mil, de acordo com a Abecip, que não divulgou comparação com períodos anteriores, e as concessões somaram R$ 2 bilhões.

A recente decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de permitir a emissão de certificados de recebíveis imobiliários com lastro em contratos de home equity deve estimular o crescimento desse mercado, segundo Gilberto Abreu. “A medida vai permitir a captação de recursos principalmente por instituições menores”, afirmou ele.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!