BID anuncia financiamento para controle de pragas e de doenças – Exame

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento receberá um aporte de US$ 195 milhões (aproximadamente R$ 617 milhões)

Por Agência Brasil

access_time 29 jan 2018, 21h12

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento receberá um aporte de US$ 195 milhões (aproximadamente R$ 617 milhões) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para ações de defesa agropecuária no país.

Pelo acordo, celebrado nesta segunda-feira (29) em Brasília, o governo brasileiro se compromete com um valor adicional de US$ 5 milhões, totalizando US$ 200 milhões em investimentos.

A maior parte do financiamento (US$ 160 milhões) será usada para o controle e erradicação de pragas vegetais e de doenças de animais (como febre aftosa), além do fortalecimento das ações de fiscalização e defesa agropecuária feitas pelo ministério. Outra parte dos recursos (US$ 35 milhões) será aplicada na melhoria do Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (Sisbravet), implantação do Parque Tecnológico em Defesa Agropecuária, vinculado ao Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro) de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais, e do Centro Regional de Avaliação de Risco. Os US$ 5 milhões de contrapartida do governo brasileiro serão direcionados a gastos com equipamentos e infraestrutura.

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luis Rangel, informou que os recursos serão liberados de forma parcelada e condicionada ao cumprimento das metas.

“A novidade é o fato de ser feito como contraprestação de serviço. Apresenta-se um programa, criam-se indicadores submetidos ao financiador, demonstram-se avanços para, então, receber as parcelas restantes”. Segundo o secretário, o BID tem esse conceito, “que garantiu um salto em países como Peru e México, do ponto de vista da defesa”. De acordo com a assessoria do ministério, os recursos deverão ser liberados ao longo dos próximos três anos.

O desembolso inicial do BID será até 15% do total. O cronograma e os detalhes sobre o financiamento e início do repasse serão definidos por técnicos do banco e do ministério ao longo desta semana.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!