Bolsas asiáticas sofrem fortes perdas após queda em Nova Iorque – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas tiveram fortes perdas generalizadas nesta terça-feira (30), à medida que investidores da região decidiram realizar lucros após os mercados acionários de Nova Iorque fecharem em baixa ontem.

Nos últimos meses, as bolsas da Ásia registraram fortes ganhos e atingiram sucessivas máximas, em parte acompanhando Wall Street, que também vem acumulando recordes. Ontem (29), porém, os principais índices de ações dos EUA caíram entre 0,5% e 0,7%, interrompendo o rali.

Investidores aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que será anunciada amanhã (31), embora não haja expectativa de nova alta de juros no momento. Antes disso, ficarão atentos ao discurso do Estado da União do presidente dos EUA, Donald Trump, a partir da 0h (de Brasília) desta quarta-feira (31).

Em Tóquio, o Nikkei teve queda de 1,43% hoje, a maior desde 6 de dezembro, encerrando os negócios a 23.291,97 pontos.

Na China, o índice Xangai Composto recuou 0,99%, a 3.488,01 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,53%, a 1.909,57 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng sofreu baixa de 1,09% em Hong Kong, a 32.607,29 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi caiu 1,17% em Seul, a 2.567,74 pontos, o Taiex recuou 1,29% em Taiwan, a 11.076,78 pontos, e o filipino PSEi apresentou queda de 1,64% em Manila, a 8.910,48 pontos.

O Hang Seng teve hoje seu segundo pregão negativo, o que não ocorria desde meados de dezembro. Já o Kospi interrompeu uma sequência de cinco sessões de valorização, três das quais em níveis recordes. O Taiex, como o Nikkei, apresentou seu pior desempenho desde 6 de dezembro.

Na Coreia do Sul e em Taiwan, também pesaram rumores de que a Apple planeja reduzir a produção de seu smartphone mais sofisticado, o iPhone X, em função da demanda mais fraca do que se previa. No Japão, preocupa uma recente notícia de que uma bolsa local de criptomoedas perdeu na semana passada o equivalente a US$ 530 milhões devido a um ataque de hackers.

Na Oceania, a bolsa australiana foi influenciada pela Ásia e o S&P/ASX 200 caiu 0,87% em Sydney, a 6.022,80 pontos, em meio a uma queda de papéis de mineradoras e de petrolíferas. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!