Ilan: Cenário do BC tem inflação rumo à meta e crescimento moderado – Valor

SÃO PAULO  –  (Atualizada às 10h34) O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, afirmou nesta terça-feira que o cenário base da autoridade monetária tem inflação em direção às metas e crescimento moderado, mas que existem riscos. Além disso, comentou que “o cenário internacional se encontra benigno”, mas que não se “pode contar com essa situação perpetuamente”.

As declarações foram dadas no evento Latin America Investment Conference, promovido pelo Credit Suisse. Ilan citou ainda a ocorrência de três fatores positivos na economia brasileira: a redução da inflação, a queda das taxas de juros e a recuperação da atividade.

Segundo o dirigente do BC, a economia brasileira deve registrar um crescimento de 2,5% em 2018, o que significa uma expansão “moderada”. “A economia acumulou queda considerável de 7 a 8% e tem grande capacidade ociosa”, comentou.

Dentre as perspectivas para 2018, está também a inflação em direção às metas. Um dos riscos, no entanto, é a frustração das expectativas sobre a continuidade das reformas e ajustes fiscais.

Nas considerações finais, Ilan afirma que “a continuidade de ajustes e reformas, em particular a reforma da Previdência, é fundamental para o equilíbrio da economia, com consequências favoráveis para a desinflação, para a queda da taxa de juros estruturais e para a recuperação sustentável da economia brasileira”.

Ilan ainda dedicou parte da apresentação para afirmar que o BC está trabalhando para reduzir o custo do crédito e citou outros pontos da Agenda BC +. Ele comentou que o conjunto de propostas é uma “agenda viva”, com várias ações em andamento, e que já houve progressos significativos, que são “avanços estruturais”.

Na parte das iniciativas em andamento, ele citou um tópico sobre “estudo do modelo de autonomia operacional, administrativa e orçamentária do BC”.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!