Dólar fecha em alta ante o real, seguindo tendência externa – Jornal do Comércio

O dólar teve uma sessão volátil nesta quarta-feira (31) – iniciou a sessão em baixa e bateu mínimas, com a briga pela formação da Ptax, mas inverteu o sinal à tarde e passou a subir, renovando máximas, com a cautela de investidores antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos). Conforme esperado, a taxa dos Fed Funds foi mantida entre 1,25% e 1,50%. A moeda americana voltou a cair pontualmente ante o real, assim que a decisão do Fed saiu, mas voltou a subir e fechou perto das máximas, no patamar de R$ 3,19, seguindo o comportamento da divisa no exterior. No mês, porém, a moeda recuou 3,76%.

No comunicado divulgado com a decisão, o Fed afirmou que os ganhos em empregos, gastos das famílias e investimentos estão “sólidos” e que espera ajustes graduais na política monetária. “Os juros devem ficar, por algum tempo, abaixo do nível esperado para o longo prazo”, diz o comunicado. Ainda assim, o dólar subiu ante várias moedas fortes e o real.

“O dólar sofreu um massacre e há espaço para recuperação”, comentou José Raymundo Faria Júnior, diretor da Wagner Investimentos.

No campo doméstico, a queda expressiva da moeda americana em janeiro foi apontada por profissionais como um estímulo às compras. “Como o dólar caiu bastante, investidores aproveitaram para montar posições, em busca de proteção”, afirmou Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora. “Este mês foi favorável, mas fevereiro demanda certa cautela, ainda mais com a expectativa sobre a votação ou não da reforma da Previdência na Câmara”, acrescentou Galhardo.

Ricardo Gomes da Silva, diretor da Correparti, comentou que o dólar chegou a cair forte pela manhã, chegando ao nível de R$ 3,14, porque os vendidos em dólar futuro eram maioria e forçaram a cotação da moeda para baixo. “Passada a definição da Ptax, o dólar passou a se recuperar”, comentou. A última taxa Ptax do mês de janeiro fechou aos R$ 3,1624, em queda de 0,12% sobre o fechamento de terça-feira (R$ 3,1661).

O dólar à vista fechou em alta de 0,32%, a R$ 3,1910. O giro foi de US$ 1,783 bilhão. No mercado futuro, a moeda americana para março terminou com ganho de 0,06%, a R$ 3,1955. O giro foi de US$ 27,876 bilhões.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!