Governo deve cortar até R$ 8 bi para cumprir teto de gastos – Exame

São Paulo – O governo cancelará entre 5 bilhões e 8 bilhões de reais no Orçamento deste ano para se enquadrar na regra do teto de gasto, que limita o crescimento das despesas, informou à Reuters uma fonte da equipe econômica com conhecimento direto sobre o assunto.

“É uma nova forma de lidar com as restrições. Se elevar uma despesa, tem que cancelar outra em troca”, explicou a fonte, que pediu anonimato, acrescentado que as despesas com pessoal e a não reoneração da folha de pagamento das empresas pesaram sobre as contas neste ano.

O cancelamento dessas despesas é visto como um mecanismo mais duro, porque não existe a possibilidade de se voltar atrás, como ocorre com contingenciamentos.

Até o final desta semana, o governo deve divulgar detalhes sobre o Orçamento deste ano e manterá a previsão de receitas de 12 bilhões de reais com a privatização da Eletrobras, mas com restrições.

“(A receita) fica na previsão, mas não distribui os recursos para gastar. Eles ficam em ‘reserva’”, explicou a fonte.

O governo se depara com dificuldades dentro do Congresso Nacional para aprovar a operação de privatização da estatal.

Diante dos sucessivos rombos nas contas públicas, o governo também pode anunciar contingenciamento no Orçamento deste ano de cerca de 2 bilhões de reais. Assim, as restrições no Orçamento podem somar aproximadamente 20 bilhões de reais ao todo.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!