Havan projeta investir quase R$ 2 bilhões no Rio Grande do Sul – Jornal do Comércio

O investimento que o grupo Havan vai anunciar no Palácio Piratini nesta quarta-feira (31) e de R$ 2 bilhões. São R$ 400 milhões em três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e R$ 1,5 bilhão em 50 lojas, segundo adiantou o dono da Havan, Luciano Hang. Hang vem de Santa Catarina para agenda com o governador José Ivo Sartori (PMDB).

As PCHs serão instaladas em Júlio de Castilhos, Quevedo e São Martinho da Serra, na região Central do Estado. Já as lojas são previstas para os próximos anos, diz Hang. São R$ 30 milhões por filial. Hoje a rede tem 107 em diversos estados, menos no Rio Grande do Sul, onde a marca tenta entrar desde o fim dos anos de 1990.

Os investimentos da Havan chegaram a gerar polêmica recentemente, depois que o empresário reclamou, em Nova Iorque, durante a BRF 2018 – maior feira de varejo do mundo, da burocracia e que licenças das PCHs estavam emperradas. Hang deu declarações em vídeo gravado pelo presidente do Sindilojas, Palo Kruse, que gerou grande compartilhamento em redes sociais. 

Kruse passou a intermediar negociações para tentar remover dificuldades. O próprio governador ligou para Hang durante o evento para mostrar a intenção de marcar uma agenda e assegurar os investimentos. O empresário chegou a dizer em vídeo para o Jornal do Comércio que os gaúchos estavam indo buscar empregos em outros estados, devido a dificuldades locais. Para instalar as filiais, a rede precisa que as cidades permitam a abertura do comércio aos sábados, domingos e feriados.    

Segundo o Sindilojas, as localidades mais cotados para receber as primeiras lojas da marca seriam Porto Alegre – onde o grupo tem um terreno às margens da BR-290 (Freeway), Santa Maria, Passo Fundo e Canela. “O foco da empresa é atuar em cidades de porte médio e cerca de 50 unidades podem ser abertas nos próximos anos no Rio Grande do Sul, a partir da conclusão da negociação desta quarta-feira), diz o sindicato, em nota.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!