Riqueza global cresceu 66% em 20 anos, diz Banco Mundial – Exame

No entanto, embora tenha aumentado a produção de recursos na maioria dos países, a renda per capita não acompanhou este movimento

Por Estadão Conteúdo

access_time 30 jan 2018, 22h48

São Paulo – A riqueza global cresceu 66% entre 1995 e 2014, para um total de US$ 1,14 quatrilhão, informou nesta terça-feira o Banco Mundial.

No entanto, embora tenha aumentado a produção de recursos na maioria dos países, a renda per capita não acompanhou este movimento.

Segundo o documento, a parcela da riqueza mundial produzida por países de renda média está crescendo – aumentou de 19% para 28% entre 1995 e 2014. Por sua vez, a participação dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) caiu de 75% para 65%.

“Essa mudança reflete em grande parte o aumento fenomenal da Ásia, que passou da maioria status de renda baixa a média (com exceção do Nepal) em uma geração”, diz o relatório.

Além de medidas tradicionais, como o Produto Interno Bruto (PIB), o relatório utiliza outras ferramentas para medir o progresso econômico e a sustentabilidade dos países. São levados em consideração dados como capital natural, humano e produzido, bemcomo ativos externos líquidos. O estudo conta com informações de 141 países.

“Ao construir e promover o capital humano e natural, os países de todo o mundo podem fortalecer a riqueza. O Banco Mundial está acelerando seus esforços para ajudar os países a investir mais e de forma mais efetiva na população”, afirma o presidente do grupo do Banco Mundial, Jim Yong Kim.

Em relação à renda média, o Banco Mundial notou que o movimento é um processo muito lento. “Além do baixo ritmo de crescimento dos países de renda média da África Subsaariana, vários países ricos no Oriente Médio e de membros da OCDE foram afetados pela crise financeira a partir de 2009”, comenta a instituição.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!