Taxas futuras de juros recuam com dólar, rejeição a habeas corpus de Lula e Pnad – Jornal do Comércio

Os juros futuros mostram viés de baixa na manhã desta quarta-feira (31), acompanhando a queda do dólar ante o real e no exterior e após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter negado pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar sua prisão, segundo um operador de renda fixa. O ministro Humberto Martins indeferiu a solicitação de habeas corpus sob o argumento de que não há imediata ameaça de início da execução da pena imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

O resultado melhor da Pnad Contínua também é precificado na renda fixa. A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,8% no quarto trimestre de 2017, ligeiramente abaixo da mediana das estimativas do mercado, calculada em 11,9% – e da taxa de igual período de 2016 (12%).

Além disso, o recuo da moeda americana está em linha com o viés negativo do exterior e reflete em parte também pressão de investidores vendidos (que apostaram na queda) em contratos cambiais. Nesta quarta será definida a última taxa Ptax de janeiro, que servirá na quinta (dia 1º) para a liquidação de contratos cambiais futuros e de swap cambial.

Às 9h39min desta quarta-feira, o DI para janeiro de 2021, mais líquido, estava a 8,80%, ante 8,81% no ajuste de terça. No câmbio, o dólar à vista caía 0,67%, aos R$ 3,1594. O dólar futuro para março, que passa a ser o mais líquido a partir de hoje, recuava 0,80%, aos R$ 3,1675.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!