Juros futuros de longo prazo recuam com apetite global por risco – Valor

SÃO PAULO  –  Os juros futuros de prazos mais longos mostraram firmes quedas nesta quinta-feira (1º de fevereiro), com alguns vencimentos em baixa de 10 pontos-base. O movimento é característico da atuação de estrangeiros, especialmente num dia em que o Tesouro Nacional vendeu papéis prefixados de vencimentos longos, justamente os que atraem mais demanda desse perfil de investidor.

As taxas de DI começaram a cair com mais firmeza exatamente após a divulgação do resultado do leilão, perto de 12h30. A oferta de 800 mil NTN-F pelo Tesouro foi bem maior que a do leilão do último dia 24 (150 mil). Ainda assim, o papel para 2029 saiu com taxa máxima (9,8698% ao ano) abaixo da verificada na operação da semana passada (10,0198%).

A demanda por prefixados longos ocorre em meio a um começo auspicioso de mês para os mercados financeiros globais, depois de um janeiro que já ficou marcado no Brasil como o melhor mês em seis meses. A incerteza medida pelo índice VIX cai quase 7% hoje, enquanto as bolsas de valores de Nova York voltam a subir, dando suporte ao Ibovespa em dia de queda do dólar.

No curto prazo, além das expectativas pela votação da reforma da Previdência e os desdobramentos da corrida eleitoral, investidores acompanham variáveis que mexam com as perspectivas para a política monetária. A curva de taxa a termo embute 100% de chance de corte de 0,25 ponto percentual da Selic na próxima quarta-feira (7). Para março, os preços indicam probabilidade de 31% de declínio nessa mesma magnitude.

Ao fim do pregão regular, às 16h, o DI janeiro/2027 cedia a 10,020% ao ano, frente a 10,09% do ajuste de quarta (31), o DI janeiro/2029 cedia a 10,220%, ante 10,31% ontem, o DI janeiro/2023 marcava 9,480% (9,51% na véspera) e o DI janeiro/2021 cedia a 8,810% (8,82% ontem).

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!