Dólar anula queda pós-Lula e sobe a quase R$ 3,25 – Valor

SÃO PAULO  –  O dólar experimentou forte alta contra o real nesta segunda-feira, consolidando o movimento iniciado na semana passada que hoje levou a moeda a mais do que anular as perdas registradas desde o julgamento de Lula ocorrido há quase duas semanas.

No fim da tarde, o dólar para março acelerou a alta, em meio ao aprofundamento das perdas dos mercados de ações nos EUA. O dólar março subia 1,33%, a R$ 3,2705.

No segmento à vista, em que as operações se encerram às 17h, o dólar subiu a R$ 3,2467 (alta de 0,99%). Esse nível é 0,30% acima do verificado no dia 23 de janeiro passado (R$ 3,2369), véspera da condenação de Lula pelo TRF-4.

Desde a mínima recente (R$ 3,1315, no dia 25), a divisa já sobe 3,68%. Essa variação é maior que a queda registrada entre o dia 23 e o ponto mais baixo do fechamento do dia 25 (-3,26%).

O real liderou hoje as perdas entre as principais divisas. E em fevereiro já cede 2,05%, também a maior queda entre 33 pares do dólar.

Analistas não se surpreendem com o fato de a taxa de câmbio brasileira estar em queda, já que esse movimento vai na mesma direção que o de outras divisas emergentes. Mas a velocidade da depreciação tem despertado cautela. O real tem performado pior mesmo depois de não ter sido a moeda com melhor desempenho.

“Além do beta alto do Brasil, acho que vemos aí o efeito da redução do diferencial de juros”, diz Roberto Serra, gestor da Absolute Investimentos.

O juro básico brasileiro está hoje na mínima recorde de 7% ao ano, mas deve deixar essa marca para trás ao provavelmente ser reduzido nesta semana para 6,75%. Com isso, a taxa básica do país se igualaria à da África do Sul e aumentaria a distância em relação às de México (7,25%), Rússia (7,75%) e Turquia (8%), alguns dos mais importantes “concorrentes” do Brasil no mundo emergente.

Com a deterioração dos mercados globais – o índice Dow Jones da Bolsa de Nova York acelera as perdas a mais de 6% no fim desta tarde -, uma contínua e acentuada piora na taxa de câmbio poderia ter como contraponto a renovação do vencimento março de swaps cambiais do Banco Central. O próximo lote a vencer é de US$ 6,154 bilhões e tem data de expiração em 1º de março. O patamar atual do dólar, de R$ 3,2467, não está distante da taxa perto de R$ 3,27 do dia 30 de novembro de 2017, quando o Banco Central anunciou a rolagem do lote de swaps cambiais que venceriam em janeiro de 2018.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!