Bolsas da Europa se ajustam a tombo de NY e têm maior baixa em 2 anos – Valor

SÃO PAULO  –  As bolsas da Europa fecharam em forte baixa nesta terça-feira (6), em ajuste à ampla onda vendedora que tomou os mercados americanos na segunda-feira (5), quando as praças financeiras do continente europeu já estavam fechadas.

Hoje, os índices americanos abriram a sessão em forte oscilação, com o Dow Jones variando mais de 900 pontos entre a máxima e a mínima do dia. No início da tarde, contudo, o movimento deu relativa trégua.

O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 2,4%, aos 372,79 pontos, a maior baixa desde junho de 2016, com sinal negativo em todos os seus segmentos. As companhias do setor financeiro foram as mais afetadas da sessão, com o fundo de hedge Man Group caindo mais de 6%.

O FTSE 100, de Londres, encerrou com perda de 2,64%, aos 7.141,40 pontos, o CAC 40, de Paris, recuou 2,35%, aos 5.161,81 pontos, e o DAX, de Frankfurt, baixou 2,32%, aos 12.392,66 pontos.

Também houve correção brusca na Ásia, onde o Nikkei, de Tóquio, registrou perda de 4,7% e uma correção de 10% em relação ao patamar máximo visto em 23 de janeiro.

“É definitivamente o início de uma correção, mas o quão profundo ela será nós ainda não sabemos”, disse James Hughes, analista-chefe de mercado da AxiTrader.

Embora não tenha havido catalisadores claros para a onda de vendas em Nova York, ontem, analistas e investidores citam como razão fundamental o avanço dos rendimentos (“yields”) dos Treasuries e de outros títulos soberanos de primeira linha, como os alemães, em meio a percepção de que a inflação tende a se acentuar com o avanço da renda salarial nos EUA. Essa combinação forçaria o Federal Reserve (Fed) a subir os juros mais do que as três vezes inicialmente previstas para o ano.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!