Octavio de Lazari Junior é o novo presidente do Bradesco – Jornal do Comércio

O Banco Bradesco anunciou, ontem, em fato relevante, um novo presidente. Octavio de Lazari Junior, que, hoje, comanda o Bradesco Seguros, será o substituto de Luiz Carlos Trabuco Cappi na diretoria executiva. Trabuco permanecerá na presidência do Conselho e continuará no cargo executivo até 12 de março, quando será realizada assembleia geral ordinária.

O processo de sucessão no segundo maior banco privado no País começou em outubro, quando Lázaro de Mello Brandão renunciou à presidência do Conselho de Administração do banco e Trabuco ascendeu à presidência do colegiado. Na época, o banco afirmou que o novo presidente viria dos quadros da instituição financeira.

O futuro presidente do Bradesco afirmou que o banco tem muitos desafios em termos de tecnologia e atendimento a quatro gerações diferentes. O Bradesco, segundo o executivo, foi sábio ao criar o Next com foco nos clientes mais jovens e ainda manter um atendimento digital para os demais correntistas, priorizando as necessidades de cada um.

O executivo disse, ainda, que há um desafio grande em termos de melhora de rentabilidade. “Com a queda dos juros, os spreads vão ser achatados. Para manter crescimento, teremos de ganhar escala”, destacou ele.

Sobre o HSBC, o futuro presidente do Bradesco afirmou que o banco já obteve os ganhos em termos de corte de despesas e que, agora, o foco é aumento de receitas. “Temos de trabalhar o outro lado da moeda com o HSBC, que é o aumento de receitas”, afirmou Lazari.

Ele disse, ainda, que o objetivo é incrementar e ganhar escala no banco. Segundo o executivo, não existe uma “bala de prata” em ganho de escala. O Bradesco, conforme o executivo, vai avaliar os segmentos em que não tem a liderança e tentar diminuir o espaço frente aos concorrentes.

Lazari Junior afirmou que o foco do banco é o Brasil, onde há muitas oportunidades para a instituição crescer. “A escala do banco é uma vantagem competitiva para crescermos no Brasil”, disse ele. O executivo afirmou, também, que não há aquisições no radar e que a última oportunidade foi o HSBC. “Temos de deglutir e aproveitar a eficiência e as oportunidades do HSBC”, reforçou ele.

Do lado do crédito, o novo presidente do Bradesco destacou que o volume de empréstimos já está melhor em meio à retomada das pessoas físicas. No caso das empresas, de acordo com ele, a demanda também voltará diante do cenário econômico atual, bem melhor que os últimos anos. O crescimento do crédito virá, conforme o executivo, em todas as linhas e no território nacional em geral. “Já estamos vendo reaquecimento no segmento imobiliário”, exemplificou.

Um das ações de Lazari será a unificação da idade de 65 anos para todos os cargos de diretoria do banco. Há três idades distintas, inclusive, o limite de 67 anos para CEO do banco, que foi ampliado para a permanência do atual presidente no comando da instituição.

Com 40 anos de Bradesco, Octavio de Lazari Junior será o quinto presidente na história do segundo maior banco privado do País. Além de cumprir os requisitos como um “Prata da Casa”, o executivo confirma a tradição do banco de priorizar a operação de seguros da instituição, que responde por cerca de 30% do seu lucro. Lazari, inclusive, vai acumular a presidência da seguradora, que assumiu há quase um ano.

Ele estava entre os vice-presidentes do Bradesco com menos tempo de quarto andar, onde trabalha a alta cúpula da instituição, na Cidade de Deus, em São Paulo. Com 54 anos, terá mais de uma década para comandar o banco, uma vez que o limite para permanecer na presidência da instituição foi ampliado para 67 anos.

O executivo iniciou a carreira em 1978, com 15 anos de idade, como contínuo de uma agência na rua 12 de Outubro – rua de comércio popular em São Paulo. Abandonou o sonho de ser jogador de futebol – jogava no Palmeiras na época – para trabalhar naquela unidade, na qual seu pai era cliente e havia usado o relacionamento com o gerente para pleitear a vaga para o filho.

Em 1998, passou a atuar na área de crédito, na qual chegou a diretor, respondendo pelos segmentos corporate, pequenas e médias empresas, e varejo. Em 2010, foi promovido a diretor departamental, responsável pelo departamento de empréstimos e financiamentos, tendo, em 2012, alçado à diretoria executiva e, em 2017, a diretor executivo vice-presidente e diretor-presidente do Grupo Bradesco Seguros.

Lazari Junior é formado em Economia pela Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas de Osasco e tem especializações em Estratégias Financeiras e Marketing pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em Gestão Financeira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e em Estratégias em Finanças pela Fundação Dom Cabral.

Além da nomeação do novo presidente, o Bradesco anunciou outras alterações na diretoria. Em comunicado à imprensa sobre a sucessão de Luiz Carlos Trabuco Cappi, com a nomeação de Octavio de Lazari Junior à presidência, foram anunciados, também, Cassiano Ricardo Scarpelli e Eurico Ramos Fabri como vice-presidentes. Ambos eram diretores executivos.

Outra alteração é que passam a compor a diretoria executiva como adjuntos Glaucimar Peticov, diretora do Departamento de Recursos Humanos; e José Ramos Rocha Neto, do Departamento de Investimentos.

No conselho de administração, o membro Aurélio Conrado Boni solicitou renúncia ao cargo. Ainda no colegiado, foram indicados os vice-presidentes Alexandre da Silva Glüher, Domingos Figueiredo de Abreu, Josué Augusto Pancini e Maurício Machado de Minas.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!