Petróleo fecha em queda em meio a sentimento de aversão ao risco – Jornal do Comércio

Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda nesta terça-feira (6) com o barril do WTI marcando seu pior resultado em quase três semanas, pressionados pela aversão ao risco após o tombo de segunda-feira do mercado de ações dos Estados Unidos.

Na Nymex, o petróleo WTI para março recuou a US$ 0,76 (1,18%) e fechou a US$ 63,39 por barril. Já na ICE, em Londres, o Brent para abril caiu US$ 0,76 (1,12%) e fechou a US$ 66,86 por barril.

O contrato sofreu o impacto da aversão ao risco após a forte queda das bolsas americanas na segunda-feira. Além disso, há preocupações sobre o aumento dos estoques e da produção norte-americana da commodity.

O Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos aumentou suas previsões para a produção de petróleo no país em 2018 e 2019, de acordo com o relatório mensal divulgado pelo departamento.

O DoE prevê a produção de petróleo nos EUA em uma média de 10,59 milhões de barris por dia em 2018 e em 11,18 milhões de barris por dia em 2019, com ambas as perspectivas em alta superior a 3% em relação às previsões anteriores.

O DoE também elevou suas previsões de preços de 2018 para o petróleo WTI em 5,3%, com uma média de US$ 58,28 por barril, enquanto a expectativa para o preço do Brent foi elevada para US$ 62,39 por barril.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!