Ajustes continuam e Ibovespa cai a 82 mil pontos – Valor

SÃO PAULO  –  A trégua que se viu em Nova York não impediu um novo dia negativo para a bolsa brasileira. A continuidade dos ajustes de posições e a forte queda do petróleo determinaram uma nova rodada de baixa do Ibovespa, que perdeu a linha dos 83 mil pontos nesta quarta-feira (7). No fechamento, valia 82.767 pontos, baixa de 1,34%.

Foi no fim do dia que o índice acentuou as perdas, pressionado principalmente por Petrobras. A petroleira reage tanto ao movimento de ajuste que se ainda se vê no mercado local, após a forte queda das bolsas americanas, quanto ao recuo do petróleo – nesta tarde, o Brent cedia 1,59% a US$ 65,80, enquanto o WTI recuava 2,26%.

Assim, as ações de Petrobras lideraram a queda e também o giro da bolsa. O papel PN caiu 2,75%, com volume de negócios de R$ 1,225 bilhão, enquanto Petrobras ON perdeu 2,87%.

Segundo operadores, mesmo com a trégua que se vê hoje nas bolsas americanas, ainda existe um movimento de saída de investidores estrangeiros do mercado local.

“Há uma reavaliação de preço de ativos e de posições”, afirma um profissional. O ponto é que, com a perspectiva de alta maior de juros pelo Fed, existe uma natural reprecificação de ativos, que afeta diretamente mercados emergentes. “Tudo ainda tem cara de correção, mas é um movimento que ninguém sabe quando acaba”, define um operador.

Segundo Cris Natividade, analista da corretora Nova Futura, o índice ainda tem ativos “esticados”, caso dos papéis dos bancos. Depois de passar o dia perto da estabilidade, por exemplo, o Itaú Unibanco PN intensificou perdas e caiu 1,41%. “Até 77 mil pontos ainda estaremos falando em correção após a escalada até 86 mil pontos”, afirma. “E muita gente sofre perdas intensas em dias de estresse grande como o que vimos, então o investidor prefere ter mais cuidado agora.”

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!