Embraer prevê boa oportunidade em demanda de aéreas da região Ásia-Pacífico – Jornal do Comércio

A Embraer prevê que a demanda de companhias aéreas na região Ásia-Pacífico nos próximos 20 anos será de 3.010 aeronaves de até 150 lugares. A projeção de mercado foi divulgada durante a feira Singapore Airshow.

Tais encomendas representariam 29% da demanda mundial do segmento no período, que é de 10.550 novas aeronaves. A brasileira é a maior fabricante mundial de jatos comerciais de até 150 lugares, utilizados para aviação regional.

Em nota, o vice-presidente para a Ásia-Pacífico da Embraer Aviação Comercial, César Pereira, afirma que “o atual excesso de capacidade e a intensa competição na região impediram as companhias aéreas de obter lucros maiores”, e que com a família de jatos E2 a Embraer vê oportunidades para companhias aéreas “em mercados que atualmente estão mal servidos ou que nem mesmo são atendidos”.

A fabricante de jatos considera que as companhias aéreas chinesas que estão iniciando operações crescerão a partir de cidades pequenas e médias com subsídios para impulsionar o desenvolvimento da aviação regional.

Entre as premissas para as projeções estão taxa anual estimada de crescimento do PIB de 3,9% nos próximos 20 anos e o aumento da urbanização.

“Uma ótima oportunidade na região para os E-Jets é a substituição de aviões antigos que se tornarão alvo de substituição no futuro próximo, segmento em que há mais de 250 jatos na categoria de 50 a 150 lugares com mais de 10 anos”, diz o comunicado.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!