Cade aprova venda da Petroquímica Suape e da Citepe para mexicana Petrotemex – Jornal do Comércio

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, com restrições, a compra da Companhia Petroquímica de Pernambuco (Petroquímica Suape) e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe), ambas da Petrobras, pelo grupo mexicano Petrotemex. Parte do plano de desinvestimentos da estatal brasileira, a operação foi anunciada no fim de 2016 por US$ 385 milhões.

O conselho condicionou a aprovação ao cumprimento de um acordo negociado com as empresas que prevê que a Petrotemex se comprometa a fornecer PTA – matéria-prima da indústria têxtil e para produção de resina PEG – sem discriminação e a preços e volumes pré-combinados para a concorrente M&G.

O Cade entendeu que a operação criaria um monopólio no fornecimento de PTA no Brasil, por isso a necessidade da restrição. A venda controlada pelo Cade se dará por um “longo período de tempo”, até a M&G encontrar outros fornecedores do produto.

Em seu voto, a conselheira relatora Cristiane Alkmin sugeriu ainda que o governo brasileiro deve reduzir as barreiras à entrada de petroquímicos como PTA e resina PET, como sobretaxas cobradas na importação. “É o momento de pensar em abrir a economia e desburocratizar. O Brasil precisa de mais concorrência”, completou. A operação foi aprovada pela maioria do conselho – apenas o conselheiro João Paulo Resende votou pela reprovação.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!