Eletrobras inicia assembleia após atraso por protestos – Exame

Brasília/São Paulo – A Eletrobras conseguiu dar início no final da tarde a uma assembleia-geral de acionistas em Brasília para discutir o modelo de privatização de suas seis distribuidoras de energia que atuam no Norte e Nordeste, após protestos de sindicatos atrasarem o encontro, que só foi viabilizado depois de decisão judicial, disseram à Reuters duas fontes.

A estatal chegou a acionar a polícia e depois conseguiu na Justiça uma determinação para que os manifestantes liberassem a entrada no local da assembleia, disse uma fonte da empresa, que falou sob a condição de anonimato, porque não estava autorizadaa falar com a imprensa sobre o tema.

Os participantes do ato carregavam faixas e bandeiras com frases contra a proposta do governo de vender as subsidiárias de distribuição, que são fortemente deficitárias.

“O povo do Norte e Nordeste precisa das distribuidoras da Eletrobras”, dizia um dos cartazes. “A Eletrobras é do povo brasileiro”, estava escrito em outra faixa.

As distribuidoras da Eletrobras atuam no Acre, Alagoas, Amazonas, Rondônia, Roraima e Piauí.

Além da manifestação, sindicatos de trabalhadores da companhia promovem uma paralisação nesta quinta-feira contra as privatizações. A Eletrobras disse que “os serviços essenciais à população continuam sendo prestados normalmente”, apesar da greve.

Os sindicatos ainda tentam suspender ou invalidar a assembleia por meio de ações judiciais.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!