Ibovespa acentua perdas com exterior e volta aos 81 mil pontos – Valor

SÃO PAULO  –  O Ibovespa acentuou nesta tarde as perdas e renovou a mínima intradia abaixo dos 82 mil pontos, mais uma vez seguindo o exterior, que também intensifica baixas nesta tarde. O movimento negativo do petróleo e os rendimentos dos Treasuries em alta colaboram para a piora nos negócios nas bolsas americanas, que chegaram a cair mais de 1% nesta tarde.

Às 15h05, o Ibovespa cedia 0,98%, aos 81.954 pontos, depois de ter atingido os 81.855 pontos na mínima do dia até agora.

O petróleo renova mínimas do dia e faz com que o desempenho seja especialmente negativo para as “blue chips” da bolsa, caso da Petrobras, cujas PNs caem 1,18% e as ONs recuam 1,43%. As ações dos bancos também têm um dia de perdas, com Bradesco ON (-0,83%) e Bradesco PN (-0,76%) nos destaques. O Itaú Unibanco oscila perto da estabilidade e sobe no momento 0,04%.

Segundo Fábio Carvalho, head de equities da CM Capital Markets, os investidores ainda não apostam numa tendência de baixa do Ibovespa, e sim em movimentos de correções estimulados pelo exterior e sem elementos na frente doméstica que deem força ao índice.

É justamente essa aposta ainda otimista que acentua as chances de baixas por elevar o ajuste de posição dos investidores e os riscos de “stop loss”, ou seja, ordens para interromper perdas nas posições abertas. “A expectativa ainda positiva com bolsa estimula ainda mais a realização de lucros para entrada futura, com preços mais baixos”, explica.

A visão dos analistas é de que a correção que foi deflagrada pelos dados do mercado de trabalho americano na sexta-feira passada pode durar ainda alguns dias. “Ninguém sabe até onde vai essa correção”, afirma o gestor de um fundo de São Paulo. “Por isso não precisa ter pressa para comprar.”

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!