Inflação da construção civil sobe para 0,27% em janeiro – Jornal do Comércio

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu para 0,27% em janeiro, informou nesta quinta-feira (8), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa ficou 0,09 ponto percentual acima da de dezembro de 2017, o que significa que o aumento de preços foi mais intenso. Em janeiro do ano passado, a inflação – medida pelo Sinapi – foi de 0,38% e, desde então, o índice acumulou 3,71% em 12 meses.

Segundo a pesquisa, o custo médio nacional da construção civil, por metro quadrado, foi de R$ 1.069,61 em janeiro último. Desse valor, R$ 547,70 são relativos a materiais de construção e R$ 521,91 abrangem a mão de obra contratada para as obras.

Os dados do IBGE mostram ainda que a inflação foi mais intensa para os materiais de construção, que variaram 0,50%. Para a mão de obra, o índice de preços variou 0,04%, com uma queda de 0,18 ponto percentual em relação a dezembro de 2017.

Em doze meses, no entanto, a mão de obra acumula variação de 9,45% e os materiais, de 2,98%. Considerando a desoneração da folha de pagamentos do setor, o índice mensal de preços de janeiro foi mais alto na Região Sudeste, onde a inflação da construção civil foi de 0,46%.

Em 12 meses, o Sudeste acumula alta de 3,81%. O Nordeste (4,21%) e o Centro-Oeste (4,11%) tiveram maior encarecimento de preços. A Região Norte registra tanto o menor Sinapi mensal, com 0,12%, quanto o menor valor anual, com 1,67%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!