Bolsas de NY respiram na reta final, mas têm pior semana em dois anos – Valor

SÃO PAULO  –  As bolsas de Nova York respiraram na reta final das sessões desta sexta-feira (9), conseguindo ganhos acima de 1% após cinco pregões de forte volatilidade e perdas acentuadas. No acumulado da semana, Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq tiveram o pior resultado em dois anos e chegaram, no meio do dia, a flertar com o tombo mais intenso desde a crise de 2008.

A semana foi conturbada com a combinação explosiva entre fatores técnicos e os mercados se acostumando às perspectivas cada vez mais concretas de um mundo de inflação maior e aperto monetário mais forte que o previsto.

O Dow Jones fechou em alta de 1,4%, aos 24,190,90 pontos, S&P 500 subiu 1,5%, aos 2.619,55 pontos, e o Nasdaq avançou 1,44%, aos 6.874,49 pontos, anotando baixas semanais de 5,2%, 5,2% e 5,1%, respectivamente.

Nesta sexta, os ganhos se intensificaram na reta final, levando todos os setores ao positivo, com destaque para os de tecnologia e setor imobiliário.

Na segunda-feira (5) e quinta (8), os mercados americanos mergulharam, nos minutos finais, e em boa parte por operações técnicas amplificando um mercado já bastante negativo. A volatilidade voltou à tona, algo incomum nos últimos dois anos em Nova York. O índice VIX, espécie de “termômetro do medo”, subiu cerca de 70% nesta semana, a 29, embora, hoje, o dia tenha sido de baixa de 13,15%.

E foi justamente o VIX um dos atores desse movimento sincronizado de baixa. Há pelo menos dois anos, com a calmaria dos mercados, tornou-se comum a aposta na estabilidade dos preços, ou seja, atrelada ao desempenho do VIX. Quando as bolsas imprimiram um sinal mais forte de baixa, na segunda-feira, ao menos dois fundos de índice (ETFs, na sigla em inglês), da Nomura e do Credit Suisse, viram sua estratégia naufragar e o patrimônio praticamente colapsar. Isso ajudou para derrubar os índices americanos em cascata.

Leia mais:

Volatilidade SA: a bomba-relógio de US$ 8 bi de Wall Street

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!