PGR pode instaurar procedimento contra Segovia – Isto É

A Procuradoria Geral da República (PGR) pode instaurar procedimento para analisar a conduta do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia. Em entrevista à Agência Reuters, Segovia sugeriu que o inquérito que investiga o presidente Michel Temer por suspeita de favorecimento a uma empresa que atua no Porto de Santos pode ser arquivado.

A investigação, contudo, ainda está em fase de diligência e a declaração foi interpretada como interferência no trabalho do delegado que conduz o caso. Após a polêmica, Segovia redigiu nota na qual negou ter feito a afirmação para a Reuters.

O Ministério Público atua como órgão de controle externo da Polícia Federal. Condição que lhe permite instaurar um procedimentos contra Segovia.

O ministro do Supremo, Luís Roberto Barroso, relator do inquérito que investiga Temer, informou neste sábado (10) o MPF do episódio envolvendo Segovia “para que o órgão tome as providências que entender cabíveis”. No mesmo despacho ele intimou o chefe da PF a se explicar.

A reportagem apurou que a PGR vai avaliar quais providências são cabíveis nesse caso, mas ainda não adotou nenhum procedimento. Delegados críticos a Segovia avaliam que a procuradoria poderia, até mesmo, pedir o afastamento dele do cargo se entender que está interferindo nas investigações.

Segovia assumiu o comando da PF por indicação do ministro do TCU, Augusto Nardes, do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e também teve o aval do ex-senador José Sarney. O ministro da Justiça, Fernando Torquato, chefe de Segovia, não participou da escolha.

The post PGR pode instaurar procedimento contra Segovia appeared first on ISTOÉ DINHEIRO.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!