Economia peruana tem “risco muito grave”, diz ministra – Exame

A economia peruana enfrenta um risco “muito grave” por um evento sistêmico no setor de construção, cujas empresas com obras milionárias a serem executadas estão sob investigação, afirmou na segunda-feira a ministra da economia, Claudia Cooper.

Em uma apresentação no Congresso, Claudia afirmou que o investimento pendente de empresas vinculadas a atos de corrupção chega a 30 bilhões de soles (9,191 bilhões de dólares), equivalente a 4,2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do Peru.

“Hoje temos uma situação em que a economia está em um risco muito grave, por um risco sistêmico no setor real, que é a construção”, disse a ministra no Parlamento.

Claudia foi ao Congresso para defender um projeto de lei que estabelece a retenção do lucro das empresas envolvidas em casos de corrupção para garantir o pagamento de uma reparação civil, e que busca substituir um decreto que expira na terça-feira e que em seu ano de vigência freou o avanço de projetos de construtoras.

Após horas de debate, o Congresso e a ministra da Economia concordaram em prorrogar a discussão para chegar a um projeto de consenso e incluir algumas modificações propostas, e com isso ampliaram a vigência do atual decreto por mais 30 dias.

(Reportagem de Marco Aquino, com reportagem adicional de Dante Alva)

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!