Ibovespa segue bolsas no exterior e fecha em alta de 3,27% – Jornal do Comércio

Na volta do carnaval, o Ibovespa teve um dia de correção espelhando o bom andamento dos mercados acionários no exterior, a alta das ADRs em Wall Street e a escalada do preço das commodities pelas perspectivas de crescimento global mais forte. Isso, em meio aos ajustes técnicos ocasionados pelo vencimento de opções sobre o índice. O índice fechou em alta de 3,27%, aos 83.542,84 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 11,2 bilhões.

O Dow Jones Brasil ADR – conhecido como Brasil Titans -, que reúne as 20 ações mais líquidas da carteira teórica do Ibovespa, subiu 1,40% na segunda-feira, 0,59% na terça e, até às 17h30, avançava 3,10%.

Por aqui, as blue chips se valorizaram fortemente, em especial as do setor financeiro e da Vale – influenciada pela trajetória de sua ADR em Nova Iorque, pela elevação do minério de ferro na China em um movimento que ainda impulsionou a alta das empresas correlatas do setor de siderurgia. Vale ON fechou valorizada em 5,98%, a R$ 44,51.

A correção ocorre em contexto ainda incerto, uma vez que, para Shin Lai, estrategista da Upside Investor, o mercado não precificou totalmente a dimensão do aperto monetário que será promovido pelo Federal Reserve (Fed). Dados divulgados nesta quarta ajudam nas dispersões de opiniões. Se por um lado espera-se mais inflação, por outro, vendas no varejo decepcionaram. “Podemos esperar novas quedas nos mercados acionários de NY”, prevê.

Mas nesta quarta, segundo Lai, dados sobre o fortalecimento da economia global, como da zona do euro, onde o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,6% no quarto trimestre de 2017 ante os três meses anteriores e teve expansão anual de 2,7% no mesmo período, ajudam a dar um impulso nas commodities. O preço do petróleo no mercado internacional ajudou a impulsionar as ações da Petrobras que fecharam em alta de 1,44% (ON) e 2,56% (PN).

De acordo com um operador, influenciou parte da correção nesta quarta do Ibovespa o vencimento de opções sobre o índice. Segundo ele, os investidores estrangeiros, que dominaram as negociações no mês passado, fizeram força para levar o índice mais próximo das máximas.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!