Cade confirma aprovação de compra da Itambé pela Lactalis – Jornal do Comércio

Sem recursos à decisão, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) confirma a compra da Itambé pelo grupo francês Lactalis. Segundo as advogadas Amanda Barelli e Sandra Terepins, da BMA, que defende a Lactalis no caso, a Vigor, parte interessada, não apresentou questionamentos à decisão do Cade publicada no dia 30 de janeiro. Desta forma, o órgão aprovou sem restrições a venda da Itambé Alimentos, pela Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR). “Isso mostra que a operação não trazia problemas concorrenciais”, diz Terepins. A Vigor não comentou o caso.

A Itambé, no entanto, segue sob gestão da CPPR, porque a operação é alvo de uma disputa judicial entre a cooperativa e a Vigor (hoje controlada pela mexicana Lala). A Vigor considera que a venda aos franceses feriu o acordo de acionistas entre as empresas. A cooperativa nega. O imbróglio entre as empresas começou em agosto de 2017, quando a J&F anunciou a venda da Vigor, com 50% de participação na Itambé, para a Lala. Na época, a CCPR comprou a fatia da Vigor, em 4 de dezembro, ficando então com 100% da Itambé. No dia seguinte, a CCPR anunciou a venda da marca mineira ao grupo francês Lactalis. No entanto, na sequência, uma ação cancelou a venda das ações da Vigor na Itambé para a CCPR e, consequentemente, suspendeu a negociação com a francesa. No fim de dezembro, a CCPR conseguiu retomar o controle da Itambé, mas o processo ainda corre na Justiça.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!