Juros curtos operam em baixa com aumento de chances de corte da Selic – Valor

SÃO PAULO  –  O comportamento dos juros futuros de curto prazo reflete o aumento das chances de novo corte da Selic. As taxas operam em baixa desde o início do pregão, após o Comitê de Política Monetária (Copom) detalhar, na ata da sua última reunião, as condições necessárias para a extensão do ciclo de flexibilização monetária.

Nesta manhã, os negócios relacionados à política monetária prevalecem nos juros futuros. Evidência disso é que são justamente vencimentos mais curtos que concentram a maior liquidez até o momento. Com a queda nessas taxas, aumenta para mais de 30% a chance de novo corte de 0,25 ponto percentual da Selic em março.

Mais cedo, o Copom reiterou a leitura de que vê neste momento como adequada a interrupção da queda da taxa. No entanto, condicionou o movimento adicional à trajetória da inflação que, por ora, tem trazido surpresas positivas. A divergência de opiniões dentro do Copom sobre o grau de abertura para novo corte também serve de argumento para quem defende uma Selic mais baixa.

O DI janeiro 2019 marcava 6,655%. O DI janeiro 2021 estava a 8,730% e o DI janeiro 2023 se situava em 9,540%.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!