Canadá busca acordo de livre comércio com Mercosul – Exame

Em meio a incertezas no Nafta, país está buscando novos mercados para reduzir a dependência de seu vizinho Estados Unidos

Por David Ljunggren, da Reuters

access_time 16 fev 2018, 19h33 – Publicado em 16 fev 2018, 19h26

Ottawa – O governo do Canadá planeja iniciar conversas de livre comércio com o Mercosul, disse uma autoridade nesta sexta-feira, em um momento em que o futuro do Nafta enfrenta crescentes incertezas.

O Canadá envia cerca de 75 por cento de suas exportações de bens para os Estados Unidos e está buscando novos mercados para reduzir a dependência de seu vizinho do sul.

O ministro do Comércio do Canadá, François-Philippe Champagne, deve desembarcar no Paraguai em 9 de março para iniciar conversas com o Mercosul, que também inclui a Argentina, o Brasil e o Uruguai.

“As estrelas estão em espécie de alinhamento agora. Seja para partes automotivas, químicos, madeira, frutos do mar, isto é realmente um mercado muito atrativo”, disse o porta-voz de Champagne, Joseph Pickerill.

O comércio bilateral geral do Canadá com o Mercosul é de somente 6,38 bilhões de dólares ao ano, disse. Comércio com a Aliança do Pacífico, que inclui México, Colômbia, Peru e Chile – todos possuem acordos de livre comércio com o Canadá – é de cerca de 38,2 bilhões de dólares ao ano.

Isto é ofuscado pelo acordo comercial bilateral entre Canadá e EUA, que de acordo com a Statistics Canada representou cerca de 622 bilhões de dólares no ano passado.

“Isto (iniciar conversas com o Mercosul) faz muito sentido e agora nós temos países muito, muito dispostos a trabalharem conosco”, disse Pickerill, acrescentando que o Canadá está interessando em livre comércio tanto de bens quanto de serviços. Conversas exploratórias aconteceram no ano passado.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!