EUA propõem aumento de tarifa sobre aço e alumínio e deve afetar Brasil – Jornal do Comércio

O governo de Donald Trump está avaliando a imposição de tarifas e cotas para limitar as importações de aço e alumínio em nome da “segurança nacional” que podem afetar as exportações brasileiras.

Uma lista de recomendações que serão enviadas a Trump mostra que uma das opções seria colocar um imposto de 53% sobre importações de aço proveniente de um grupo de 12 países, composto por Brasil, China, Costa Rica, Egito, Índia, Malásia, Coreia do Sul, Rússia, África do Sul, Tailândia, Turquia e Vietnã. Outra sugere uma tarifa de 24% sobre as importações de aço de todos os países.

Sobre alumínio, uma das recomendações é a de que sejam impostas tarifas de pelo menos 7,7% sobre todas as importações. A outra opção seria um imposto de 23,6% sobre o metal vindo da China, Hong Kong, Rússia, Venezuela e Vietnã.

As recomendações fazem parte de um relatório interno elaborado pelo Departamento de Comércio, divulgado nesta sexta-feira. “Estou satisfeito em ter conseguido fornecer essas análises e recomendações ao presidente”, disse o secretário de Comércio, Wilbur Ross.

Trump tem até abril para decidir se e como restringirá as importações sob a seção 232 da legislação comercial de 1962, que dá ao presidente o poder de impor tarifas e cotas se ele considerar que algumas importações ameaçam a segurança nacional.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!