Exchange Japonesa Coincheck é Processada por Grupo de Investidores – Portal do Bitcoin

Um grupo de sete investidores apresentou, na última quinta-feira, junto ao Tribunal Distrital de Tóquio, uma ação judicial contra a exchange japonesa Coincheck, localizada na mesma cidade.

Além de requererem US$ 183.000 que ficaram bloqueados após o grande roubo em janeiro desse ano, onde foram subtraídos US$ 530.000 milhões, os autores da ação reivindicam, também, que 5% de juros sejam aplicados ao valor da ação até que os valores sejam recuperados em sua totalidade, considerando o preço das criptomoedas na data do crime, que, até então, já havia despencado em 30% aproximadamente.

No último dia 13, a Coinchek, que resolveu congelar as retiradas desde o acontecimento, fez um levantamento contábil e liberou pelo menos US$ 373.000 milhões em saques para alguns clientes, porém não descartou algumas restrições nas operações até que se sinta segura.

Hiromo Mochizuki, advogado do grupo, informou à Reuters que uma segunda ação vai estar em andamento na segunda quinzena de fevereiro, justamente para garantir que essas restrições não tenham efeito sobre seus clientes.

Japão é a terceira maior economia do mundo e foi o primeiro país a elaborar regras e estudar uma forma de garantir regulamentação das criptomoedas. Essa atitude contrasta com pensamentos conservadores e repressivos de outros países que condenam esse meio de negociação, como a China, por exemplo.

Segurança

A maioria das exchanges existentes hoje não pode garantir 100% de segurança na plataforma, mas há de se considerar que o número de ataques é bem pequeno em vista da quantidade de operadoras. Em razão dos fatos ocorridos recentemente, a maioria tem adotado fatores extras de autenticação para acessar o sistema, fazer saques e até mesmo para depósitos.

Leia Também: Por que os Grandes Nomes das Finanças Pensam que o Bitcoin é uma Fraude – e Por que Eles Estão Errados?

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!