Juros oscilam perto da estabilidade com dólar fraco e melhora de dados locais – Jornal do Comércio

Os juros futuros oscilam próximos da estabilidade nesta sexta-feira (16) influenciados pelo dólar fraco em meio ao apetite por ativos de risco no exterior. Internamente, investidores ressaltam os dados positivos no setor de serviços no fim de 2017 e a desaceleração da inflação como catalisadores do recuo do dólar ante o real, além do viés externo negativo.

Lá fora, preocupações crescentes com o tamanho dos déficits dos EUA, especificamente como Washington irá financiar tanto os gastos do governo quanto cortes de impostos, pesam contra o dólar.

Às 9h58min, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021, mais negociado estava em 8,730%, ante 8,72% do ajuste anterior. No câmbio, o dólar à vista caía 0,06%, aos R$ 3,2277. O dólar futuro de março recuava 0,17%, aos R$ 3,2325.

Mais cedo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o volume de serviços prestados no País teve um avanço de 1,3% em dezembro de 2017 ante novembro, na série com ajuste sazonal. No mês anterior, houve alta de 1,0%. O resultado de dezembro ante novembro veio bem mais forte que a mediana das estimativas do mercado financeiro (+0,25%).

O dado ficou dentro do intervalo das 18 estimativas captadas pelo Projeções Broadcast, que iam de recuo de 0,40% a elevação de 1,80%. Na comparação com dezembro do ano anterior, houve elevação de 0,5% em dezembro de 2017, já descontado o efeito da inflação. O resultado superou o teto do intervalo das projeções, que iam de uma queda de 1,50% a crescimento de 0,30%, com mediana negativa de 0,50%.

Em relação á inflação, foi revelado que o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou de 0,70% na primeira leitura do mês para 0,46% na segunda quadrissemana. Já o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que mede a inflação na cidade de São Paulo, desacelerou de 0,25% na primeira leitura do mês para 0,03% na segunda quadrissemana.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!