Sorveteria vira hostel na beira da praia em Torres – Jornal do Comércio

Neste verão, a cidade de Torres, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, ganhou um novo hostel e pertinho da praia. Os donos resolveram transformar uma sorveteria no empreendimento de hospedagem. É o Toca do Formiga, que fica bem em frente à Praia Grande, uma das mais frequentadas no balneário.

O hostel ocupa um sobrado erguido em 1946 e que chama a atenção na vista, por ter uma combinação de cores que quebra o visual das fachadas de edificações na região. São oito quartos,s vendo dois deles compartilhados, uma característica desse tipo de hospedagem pelo mundo. A capacidade total é para 35 pessoas.

O gerente do Toca do Formiga, Marcelo Marcos Machado, diz que desde que a casa abriu, em dezembro, está sempre lotada. Entre a clientela, além da brasileira, há argentinos, uruguaios e franceses que descobriram a hospedagem e já conheceram a estrutura.

O estudante Luiz Fernando Valim, que trabalha no local fazendo desde a limpeza até a organização e receptivo, faz questão de destacar as características do ambiente. Há nas áreas comuns muitos quadros que mostram as belezas e opções de lazer. “Temos imagens que mostram a Torres mais antiga, tem uma do Festival do Balonismo, que este ano vai de 27 de março a 1 de abril, também de campeonatos de surfe e do momento em que se formou o furacão Catarina”, descreve Valim. O furacão arrasou a cidade em 2004.  

Antes de virar hostel, o sobrado abrigava a sorveteria Gela Guela Retrô, dos mesmos donos. “Os donos resolveram focar no hostel apenas”, diz o jovem. Valim, um dos seis funcionários da casa, conta que as instalações ainda passam por mudanças e devem ter novidades. Uma delas é a instalação de uma banheira em estilo antigo no pátio, que servirá para banhos dos hóspedes, conta. A banheira remete à ideia de um ofurô, que é tradicional banho na cultura oriental.

Nos ambientes internos, além de quatros coletivo e privativos, há banheiros, cozinha compartilhada e áreas para refeições e para assistir a televisão ou sentar para conversar. O hostel fica na rua José Antônio Picoral, 37, bem em frente à praia. As diárias individuais são, em média, de R$ 54,00 (quarto compartilhado para cinco pessoas) e variam conforme a época do ano e período de eventos. O local tem café da manhã incluído na diária, Wi-Fi e canais a cabo em quatros privativos.  

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!