Cobre opera em baixa, em dia de liquidez fraca por feriados na China e nos EUA – Jornal do Comércio

O cobre opera em território negativo na manhã desta segunda-feira (19). Com feriados e mercados fechados nos Estados Unidos e na China, a expectativa é de volumes mais baixos e uma sessão calma. Nesse contexto, a força do dólar pressiona um pouco os metais.

Às 8h10min (de Brasília), o cobre para três meses recuava 0,17%, a US$ 7.171,50 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). Às 8h25min, o cobre para março tinha baixa de 0,55%, a US$ 3,2305 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O dólar opera em leve alta ante as moedas fortes. Nesse caso, o movimento no câmbio desestimula a compra das commodities denominadas em dólares por investidores que detêm outras divisas.

Ao mesmo tempo, os feriados nos EUA e na China impõem um quadro de fraqueza nas negociações. “A negociação hoje será caracterizada pela liquidez muito baixa”, afirmaram em nota analistas do Commerzbank.

Boa parte dos metais básicos opera em baixa, com a exceção do alumínio. No fim da semana passada, o Departamento do Comércio dos EUA publicou resultados de uma investigação sobre se as importações de alumínio e aço representam um risco à segurança nacional americana, o que levou a discussões sobre o protecionismo e apoiou os preços do metal. Diretor de pesquisa global de mercados do MUFG, Derek Halpenny afirmou em nota que uma escalada nas medidas de protecionismo em importantes economias globais podem gerar mais incertezas sobre a perspectiva econômica e, consequentemente, mais volatilidade nos mercados financeiros.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco recuava 0,07%, a US$ 3.564 a tonelada, o alumínio subia 0,11%, a US$ 2.202 a tonelada, o estanho tinha baixa de 0,3%, a US$ 21.700 a tonelada, o níquel recuava 0,07%, a US$ 13.660 a tonelada, e o chumbo ganhava 0,46%, a US$ 2.595 a tonelada. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!