Ouro sofre maior queda diária desde 2016 com feriado na Ásia e pressão do câmbio – Jornal do Comércio

Num dia de pouco volume de negócios, o ouro teve queda acentuada de preços, influenciado também pelo avanço generalizado do dólar. Muitos investidores asiáticos seguem em recesso das negociações por ainda observarem o ano-novo lunar, o que alivia parte da pressão compradora sobre o ativo.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato de ouro para abril fechou em baixa de US$ 25,10 (1,9%), a US$ 1.331,20 por onça-troy. Foi a maior retração do metal em uma única sessão desde dezembro de 2016.

Nesta tarde, o dólar seguia apresentando ganhos em relação ao euro e ao iene e também diante de divisas ligadas a commodities, recuperando-se após recuos recentes. O dólar fortalecido encarece as commodities cotadas na moeda para investidores que operam outras divisas.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!