Ibovespa reduz ganhos e se acomoda abaixo dos 87 mil pontos – Valor

SÃO PAULO  –  O Ibovespa reduz nesta tarde os ganhos registrados na primeira etapa do pregão e se acomoda abaixo do patamar dos 87 mil pontos. O movimento reflete operações de “day trade”, ou seja, a venda de papéis que tiveram altas expressivas durante a mesma sessão.

Às 16h00, o Ibovespa subia 0,59%, aos 86.558 pontos, depois de atingir uma máxima de 87.159 pontos. O volume financeiro é de R$ 5,6 bilhões.

Do lado das altas, as units da Via Varejo (+4,59%) voltam ao destaque, em um momento em que o Brasil desperta o interesse dos investidores, inclusive do estrangeiro, pelos seus fundamentos e pelas perspectivas de melhora geral da economia — que se reflete, especialmente, sobre as varejistas.

Na sequência, o Banco do Brasil (+3,23%) também permanece com o avanço mais forte entre os bancos, depois que os resultados do banco, em especial as projeções financeiras (“guidance”), agradaram o mercado. A redução na provisão para devedores duvidosos (PDD) também foi um ponto positivo das demonstrações financeiras.

Segundo Fernando Barroso, chefe da mesa de produtos estruturados da CM Capital Markets, o Ibovespa começa a depender mais de novas notícias para seguir em alta mais firme. Nesse ambiente de ganhos, diz ele, fica mais evidente a movimentação dos investidores do “day trade”.

“A tendência é de alta, mas em um desempenho de zigue-zague para cima. O pior ‘driver’ para o mercado será eleição, agora sem reforma da Previdência na agenda. Para buscar mais que 90 mil pontos tão rapidamente, teríamos que notar uma condição eleitoral mais clara, que não é o caso”, afirma.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!